Por alguns anos a igreja se privou de lugares de relevância na sociedade. Deixamos de ocupar cargos na política, na mídia, nas artes e em tantas outras áreas, perpetuando uma ideia introduzida pela igreja católica romana que separa os cristãos vocacionados a vida religiosa dos que se ocupam das tarefas seculares.

Porém, eis o que Jesus nos ensina no evangelho descrito por Mateus: “Vós sois a luz do mundo, não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte, nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo de um cesto, mas no velador, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem vosso Pai que está no céu” (Mt 5:14-16)

Há cristãos vocacionados para o ministério da mesma forma que há cristãos vocacionados para a política, arte, entretenimento…com o fim de que a luz Dele brilhe através nós em todas as esferas, espalhando Sua fama e fazendo grande Seu nome em todas as áreas e em todas as nações.

Aonde quer que tenhamos dons e talentos para atuar podemos fazê-lo, mantendo o diálogo com Deus por meio da oração e sendo, também perseguidores de sua palavra.

Daniel, mesmo na Babilônia manteve seu relacionamento com Deus. A bíblia descreve que ele orava três vezes por dia e também lia os profetas. Ele cultivou excelência, perseverança e obediência e isso fez dele uma luz em meio a uma sociedade corrompida. 

Vivendo para a glória de Deus

Eu me lembro de uma noite em que estava em uma aula sobre adoração. A presença de Deus tocou aquele lugar de forma palpável…ficamos ali por algum tempo, até que  ouvimos o som do intervalo. A professora, então, disse que quem quisesse poderia ficar, bem como quem quisesse sair durante os minutos de intervalo, estava liberado. Quando retornamos a sala, tivemos um tempo para compartilhar o que significou aquele momento para cada aluno.

Lembro-me bem de uma senhora ter compartilhado que ela estava sendo profundamente visitada pelo Senhor até que soou o alarme e então, quando ela percebeu que as pessoas estavam saindo, questionou ao Espírito Santo, como poderiam as pessoas estarem saindo para fazer uma pequena refeição em um momento tão santo, enquanto a presença Dele estava ali? Ao que o Espírito lhe respondeu: Todas as coisas são santas, e lembrou-lhe desse verso: Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. (I Co 10:31).

Não é menos santo compartilhar uma refeição do que estar em silêncio com Deus. Entende? Porque Deus está em ambos quando vivemos para a Sua glória.

Deus ama e aprecia os que estão no mercado de trabalho, tanto quanto ama e aprecia os que estão no ministério e o chamando de um é tão nobre quanto do outro.

Deus te deu habilidades, então use-as. Corra a sua corrida.  Faça Seu nome conhecido e deixe a luz Dele brilhar através de você. Fomos criadas de uma forma única para um propósito único, recebemos dons e talentos que não são únicos, mas que se tornam únicos a partir da junção deles com nossa personalidade e percepção. Portanto, ninguém vai fazer o que você nasceu para fazer, da forma como você faria. Esse é um convite para andarmos na plenitude do que Deus nos chamou para ser.

Existe uma frase, que eu realmente aprecio, descrita por C. S. Lewis em um de seus livros. Eis o que ele diz: Aquilo que nos vem à mente quando pensamos em Deus é a coisa mais importante a respeito de nós mesmos. Essa pequena frase tem um enorme impacto em nossas vidas, pois ela define a forma como vamos viver, independente de nossa área de atuação.

Então, minha oração é que Deus encontre mulheres nessa geração que sejam como tochas acesas, que carreguem convicção em seus corações e confiança quanto aos seus destinos no Senhor segundo o Seu bom propósito. Que Produzirão frutos do Espírito e manifestarão o Reino em lugares onde Ele ainda não chegou. Deixe a luz de Deus brilhar através de você.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu